Dica 07 - Os tipos de lápis para desenho

Oi, gente!
Sobre a nova dica para aprender a desenhar bem, hoje eu vou falar sobre um dos principais instrumentos utilizados na criação e finalização de desenhos, o lápis. Para quem ainda não sabe, aquela parte quase preta que compõe a ponta dos lápis são, na verdade, uma mistura de grafite, barro e água. Por isso, chamamos de lápis de grafite. Os lápis de cores, por sua vez, contêm barro, goma, cera e  pigmentos  coloridos,  mas  não  contêm grafite. Os  lápis  de  grafite  podem  ser classificados pela dureza do grafite, do  mais suave (macio), que resulta preto, ao mais duro, que resulta num acinzentado (grafite).

A dureza do lápis é classificada em 4 tipos: B, H, F e HB. 
  • B representa blackness, negritude; 
  • H representa hardness, dureza; 
  • F representa fine, fina (ponta fina); 
  • HB representa um limiar entre B e H, que caracteriza um lápis comum, para escrita. 
 Escala do mais rígido para o mais macio é:




Observe que quanto maior o número, mais acentuada a característica, representada pela letra. Assim, quanto mais suave é o traço do lápis, mais escuro é a cor do traço. E quanto mais duro, mais claro será a cor do traço. É importante destacar que esta variação na suavidade e cor do traço é determinada pela quantidade de grafita e barro (argila) na mistura que compõe a ponta do lápis. Logo, quanto mais grafita, mais mole é a ponta do lápis, e quanto mais barro (argila), mais dura será a ponto do lápis. Bem, para finalizar, ee gostaria de dizer que existem várias marcas de lápis para desenho, eu prefiro aquela que oferecem lápis com madeira mais mole e macia, pois fica mais fácil de fazer a ponta e evita a quebra frequente da mesma.

Um abraço a todos e todas e até a próxima.

Comentários

  1. Hey man, só pra avisar que o meu banner está normal. Um carinha de outro blog conseguiu adicionar ele sem problemas. Valeu!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Dicas para aprender a desenhar melhor: Dica 01 - Aprenda a observar

Burne Hogarth em português